sexta-feira, setembro 19, 2008

Vai fazer um ano que encerrei o meu blog. Reabro-o hoje.
Porquê?
Porque sim!!! ..... e aqui vai um poema sentido:


Na terra dos pessegueiros floridos

vive um homem simples:

gosta do campo e de pêssegos,

planta pessegueiros nos dias de sol,

os pessegueiros florescem antes da aparição das folhas

e depois nascem pêssegos bonitos.

O homem vende os pêssegos que não come e

sofre ao despedir-se deles

como se vendesse uma parte de si,

consola-se, no entanto, com o vinho que compra

com o dinheiro dos pêssegos.

Irá envelhecendo, ora ébrio ora sóbrio,

sentado no chão olhando as ternas flores dos pessegueiros.

Quando morrer será levado numa carruagem de flores

puxada por fogosos cavalos de vinho,

terá saudades do cheiro das flores antes dos pêssegos.

Foi pobre?

Não o foi, soube dominar o tempo desocupado

e, sem flores nem vinho, regressará feliz

à terra onde durante anos

plantou tantos e tantos pessegueiros.


3 Comments:

At 11:01 da tarde, Blogger tsiwari said...

tantos pessegueiros foste plantando... ainda bem que não os trocaste por garrafões de vinho heheheee



Abç. Bem regressado.

 
At 8:04 da tarde, Anonymous cap said...

Em verdade, em verdade te digo:
Rico é aquele que "soube dominar o tempo desocupado".

Abraço.

 
At 12:08 da manhã, Blogger zef said...

"O Resto de Mim Atira ao Oriente", é?
Bom recomeço!

 

Enviar um comentário

<< Home