quarta-feira, março 08, 2006

Aproxima-se um amigo,
caminha devagar,
o homem veste-se das folhas
que a brisa da tarde fez cair e
recebe-o quase alegre.
A casa brilha sob o luar,
o amigo suportou a poeira da jornada,
sofrerá, mais tarde, a dor da despedida.

3 Comments:

At 3:39 da tarde, Blogger a-bordo said...

... e com este poema chegou e irá um momento com uma das coisas que mais precisamos, o dizer com simplicidade... abraço

 
At 11:43 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Excellent, love it! »

 
At 11:37 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Best regards from NY! Patent law top law schools grants firearm legal cheap dvd player free inexpensive shipping tenuate porsche sales Mini surveillance camera dealers columbus ohio cosmetics clinique childrens toys Recover floppy disk win2k Car headlight covers

 

Enviar um comentário

<< Home